El cantautor brasilero Eduardo Gudin presenta «Notícias dum Brasil 4»

É possível que, se comparados os repertórios, o de «Eduardo Gudin & Notícias dum Brasil 4» fique um pouco aquém dos apresentados nos três CDs anteriores da série (de 1995, 2006 e 2012).

Certo é que esse paulistano, de 64 anos, não está atrás do acerto efêmero, e sim da construção permanente.

A cada música, a cada disco, sua obra se reafirma entre as mais sólidas do samba –em se tratando apenas de São Paulo, é o maior autor em atividade no gênero

Sua opção é pelo chamado «lamento», estilo que, mesmo quando canta a alegria, não tira um dos pés da tristeza, mantendo o samba urbano atado às origens rurais.

As melodias são lentas, frequentemente em tom menor; as letras indicam que não há amor sem dor e vice­versa. É a escola de Cartola, Nelson Cavaquinho, Elton Medeiros, Mauro Duarte, Paulinho da Viola.

A primeira e a última faixa são bons exemplos. «Olhos Sentimentais», recente criação de Gudin com Paulo César Pinheiro, trata do eterno recomeço: «Não é mais quimera esse amor retornar ao que era/ Ele é a primavera que não vai morrer jamais».

«Eu te Amo», letra de Fátima Guedes, aproxima força e fragilidade num verso que se repete: «Escreve no meu coração de papel».

Não são canções de fossa. Os personagens –e as músicas– ficam fortes ao perceber que um tanto de tristeza é inevitável e, assim, seguem em frente.

Muitos são os parceiros de Gudin, muitos são os convidados do CD. Incomoda um pouco o entra­e­sai deles, mas a discrição prevalece.

Em «Nem no Samba Eu Vou», Paulinho da Viola participa somente com seu cavaquinho peculiar. Toquinho (em «Por que Razão?») e Carlinhos Vergueiro (em «Meu Delírio») cantam partes de suas letras apenas uma vez cada.

Theo de Barros faz contracantos, com violão e voz, em «Não Era Assim». São mais atuantes Carlos Lyra («O Amor e a Canção»), Ivan Lins («Do Jeito que Você Tem») e a dupla francesa Aurélie & Verioca, apaixonadas por música brasileira que comovem em «Outro Cais», letra de J.C. Costa Netto.

Há belezas notáveis em todas as faixas, mas vale aqui ressaltar a coesão do CD, pelo estilo das composições e, também, pela sonoridade, assentada sobre instrumentos de cordas dedilhadas, percussões e vozes.

Estão, acompanhando a de Gudin, as do Notícias dum Brasil, conjunto do qual já fizeram parte Mônica Salmaso, Fabiana Cozza e Renato Braz; e em que estão hoje os ótimos Ilana Volcov, Karine Telles, Maurício Sant’Anna e Cezinha Oliveira.

Folha Do S.Paulo

 

También podría gustarte