Artistas recrean obras consagradas digitalmente

770

Obras famosas como “A Última Ceia”, “A Liberdade Guiando o Povo” e “O Nascimento de Vênus” ganham ares contemporâneos em exposição na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. A VI Mostra 3M de Arte Digital reúne 22 artistas que buscam referências em ícones da pintura para criar suas próprias narrativas visuais, com apoio da tecnologia.

A curadoria está a cargo da teórica e pesquisadora Claudia Giannetti, que elegeu como tema desta edição “WhatsAppropriation — A arte de revisitar a arte”. São trabalhos que ganham vida em diversas formas, como fotografia, cinema e videoarte.

Na recriação de “A Última Ceia”, Nelson Leirner monta um fast food globalizado sobre a obra de Da Vinci, com Jesus e seus apóstolos em vestes coloridas. “Asado em Mediolaza”, do argentino Marcos López, transforma a mesma cena em um churrasco campestre, com ares de provocação. E “Gordian Puzzles: O Jardim das Delícias, segundo H. Bosch”, de Vik Muniz, revisita a obra de Hieronymus Bosch em formato de quebra-cabeça.

— Os trabalhos deixam à mostra o interesse pelo processo de transposição de uma linguagem a outra, de um contexto a outro. Alguns o fazem de forma irônica, crítica ou transgressora. Outros, de modo conceitual e poético. Vale lembrar que a apropriação na arte é uma constante, desde a Antiguidade até os dias de hoje — explica Claudia Giannetti.

O elenco inclui os brasileiros Vik Muniz, Nelson Leirner, Cao Guimarães, Felipe Cama, Carlos Fadon e Marcelo Coelho. Entre os estrangeiros estão o americano Bill Viola, a videoartista americana Martha Rosler, a portuguesa Patricia Reis, a espanhola Cristina Lucas, a turca Sükran Moral, a alemã Ulrike Rosenbach, o israelense Ori Gersht, o holandês Max Zorn e o mexicano Guillermo Gómez-Peña.

A exposição reúne 32 obras divididas em sete salas temáticas: Imaginário brasileiro, Imaginário feminino, Iconografias, Naturezas-mortas, Relatos privados, Performáticos e Grandes microrrelatos.

— A mostra traduz o espírito da 3M, que busca inspirar e provocar positivamente a criatividade das pessoas. É uma das formas que empresa encontrou de apoiar a cultura conectando a inovação na arte com a tecnologia. A arte digital está muito presente no dia a dia das pessoas: o vídeo, o som, a computação, as luzes, a internet, o cinema. Queremos que o público interaja com a arte e não seja apenas um espectador — afirma Luiz Eduardo Serafim, head de Marketing da 3M do Brasil.

Visite a mostra:

VI Mostra 3M de Arte Digital

Visitação: de 9 de outubro a 25 de outubro

Local: Fundição Progresso

Endereço: Rua dos Arcos 24, Lapa

Telefone: (21) 3212-0800

 

Publicado en O Globo
También podría gustarte